ACESSOS DIRETOS

CLIMA E TEMPO

Breve histórico de Santo Expedito do Sul Voltar >

Santo Expedito do Sul é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

A história de Santo Expedito do Sul teve início por volta do ano de 1930, quando aqui fixaram residência os primeiros colonizadores atraídos pela abundância de recursos naturais, principalmente a madeira. Em 1943, coincidentemente com o ingresso dos descendentes italianos, foi construída a primeira igreja, que teve como padroeiro Santo Expedito. Nesta época, Santo Expedito integrava-se ao município de Lagoa Vermelha, sendo denominado Secção Paraíso. Mais tarde, as terras que hoje pertencem a Santo Expedito do Sul passaram a integrar o município de São José do Ouro.

Por volta de 1985 nasceu a ideia da emancipação política e administrativa, e no ano de 1990 a emancipação começou a se tornar realidade, através da formação de uma comissão emancipacionista composta por Celso Correa Antunes, Nadir Slongo, Darli Gobetti, Aquiles Soares da Rosa, Severino Pelisser, Darci de Oliveira Verlindo, Darci Dall Alba e apoiada pela comunidade local. Através de consulta plebiscitária em 20 de março de 1992, com a vitória do "Sim", e através da Lei Estadual 9590 foi criado oficialmente o município de Santo Expedito do Sul, desmembrando-se de São José do Ouro. O primeiro prefeito de Santo Expedito do Sul foi Aquiles Soares da Rosa.

O nome Santo Expedito do Sul é uma homenagem ao santo padroeiro, Santo Expedito. Do Sul por estar localizado na região sul do Brasil e por já haver outro município com o nome Santo Expedito, mas no estado de São Paulo.

Santo Expedito do Sul é um município essencialmente agrícola, com destaque para a produção leiteira, criação de bovinos de corte e produção hortifrutigranjeira. O turismo religioso também encontra espaço em Santo Expedito do Sul, com a realização da Romaria de Santo Expedito. A primeira Romaria foi realizada no ano de 2001, surgida da ideia de um sacerdote que celebrava missas na capela, antes mesmo de ela ser paróquia: padre Ademir Mocellin. O primeiro pároco, no entanto, foi o padre Argemiro Guzzo. De forma tímida e ainda com uma modesta estrutura, a primeira edição reuniu cerca de 5 mil fiéis. Depois do padre Argemiro, o então pároco Nilson Mezzomo expandiu ainda mais a Romaria e o nome da cidade ficou conhecido nos mais diferentes locais do RS, SC, PR, entre outros estados. Hoje sob a coordenação do padre Ademir Mocellin, seu idealizador, a Romaria está em expansão, alcançando a cada ano, mais fiéis que buscam as graças e a paz transmitidas por Santo Expedito. A pequena capela deu lugar a um novo Santuário, em fase final de construção. A Romaria é realizada todo ano, no último domingo do mês de abril.

Aniversário: 20 de março

Fundação: 20 de março de 1992

Gentílico: expeditense

Lema: A soma dos nossos esforços nos levará à conquista.

Mesorregião:    Noroeste Rio-grandense IBGE/2008

Microrregião:    Sananduva IBGE/2008

Municípios limítrofes: Cacique Doble, São José do Ouro, Tupanci do Sul, Lagoa Vermelha e Sananduva.

Distância até a capital:   390 km

Características geográficas:

Área:     125,735 km²

População:         2 461 hab. Censo IBGE/2010

Densidade:        19,57 hab./km²

Altitude:              662 m

Indicadores

IDH-M: 0,732 alto PNUD/2000

PIB: R$ 43 116,793 mil IBGE/2008

PIB per capita: R$ 16 052,42 IBGE/2008